Pular para o conteúdo
Voltar

Governo do Estado inaugura novo Cridac

O Cridac tem capacidade de realizar até 4 mil atendimentos ao mês
Mel Mendes | GCom-MT

Mayke Toscano/GCom-MT
A | A

O Governo do Estado de Mato Grosso e o Ministério Público Estadual (MPE) inauguraram na manhã desta sexta-feira (21.12) o novo Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa (Cridac). Com espaço amplo e equipamentos modernos, a nova unidade é a efetivação de um projeto de mais de 30 anos.

Com capacidade de atendimento para até quatro mil pessoas por mês, o novo Cridac tem 4,1 mil metros quadrados e 200 vagas na garagem, com estrutura que garante a acessibilidade aos cadeirantes. A unidade contará com 120 profissionais, consultórios variados, laboratórios e duas piscinas aquecidas que serão utilizadas para o tratamento de hidroterapia. A única oficina ortopédica do estado também funciona na unidade.

“O antigo prédio já não comportava a demanda nem os serviços que nos tínhamos que oferecer. Hoje vamos duplicar a capacidade instalada de atendimento, com condições sanitárias ideais, tecnologia e melhor ambiente de trabalho. O novo Cridac era um sonho de todos os servidores e também dos usuários que precisam dos nossos serviços”, afirmou a diretora do Cridac, Flávia Tortorelli.

Investimentos e transparência

O investimento total na obra foi de R$ 11 milhões e mais R$ 1 milhão para equipar a unidade. Os recursos utilizados foram recuperados nas ações de combate à corrupção promovidas pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), criado pelo Governo do Estado em 2015. Desde a sua fundação o Cira já recuperou cerca de R$ 1,6 bilhão que foram investidos em ações de saúde, educação, cultura e aparelhamento da segurança pública.

“Tenho muito orgulho de poder entregar essa obra para a população de Mato Grosso. Nossa gestão prezou pela transparência, com investimentos sérios, combate à corrupção, com uma equipe qualificada e que sempre atuou pensando no bem-estar do cidadão, e o novo Cridac é mais um exemplo disso”, afirmou o governador Pedro Taques.

O controlador-geral do Estado de Mato Grosso, José Celso Dorilêo Leite, apontou que parte dos recursos vieram de acordo de leniência que a CGE fez referente a desvios de empresas. A CGE também acompanhou toda a construção, auditando as planilhas orçamentárias da obra para garantir a lisura do projeto.

“Estou muito feliz em ajudar a viabilizar a construção do Cridac, nosso papel é esse, contribuir com a melhoria da prestação dos serviços públicos. Quem sai ganhando é a sociedade com essa tão sonhada obra”, completou Dorilêo.

A obra foi executada pela Associação de Amigos do Hospital Geral, entidade formada por empresários da iniciativa privada. Este é um modelo inovador de parceria que gerou economia aos cofres públicos e agilidade na construção.

“Eu acredito que o que foi feito aqui é um exemplo para o país, unindo poder público e uma entidade privada, capitaneada por pessoas sérias, para solucionar problemas, retomar uma obra dessa envergadura e entregar para quem precisa, com dignidade e eficiência no serviço”, reforçou o Procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Mauro Curvo.

Conquista histórica

A cerimônia contou também com um relato emocionado da terapeuta ocupacional Nétie Asvolinsque Howard, uma das profissionais responsáveis pela estruturação do primeiro Cridac, em 1977. Nétie foi a primeira terapeuta ocupacional da região Centro-Oeste e falou sobre o histórico do órgão e a importância da unidade para o sistema de saúde.

“Fizemos o projeto na máquina de datilografar e andamos de porta em porta para fazer uma lista de pessoas que precisavam do serviço. Sou cuiabana, nascida na beira do rio Cuiabá e agradeço a Deus por ter a oportunidade de montar esse centro na minha terra. Essa nova unidade vai continuar e melhorar o trabalho iniciado por nós. Estou muito feliz de viver para ver isso”, concluiu a terapeuta.

Estiveram presentes na inauguração secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves, o secretário de Estado de Saúde, Luiz Soares, o secretário adjunto de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Casa Civil Marcione Mendes, o secretário adjunto da Defesa Civil, tenente coronel Abadio Cunha e o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT) , José Wenceslau de Souza Junior, além de epresentantes do Conselho Estadual de Saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que serão beneficiados pela unidade.