Pular para o conteúdo
Voltar

Secretário se reúne com médicos e serviços do Samu estão mantidos

Gilberto Figueiredo recebeu os profissionais na manhã desta terça (08) para garantir que está trabalhando para encontrar uma solução imediata, com regularização de quaisquer pendências.
Assessoria | SES MT

Gcom MT
A | A

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, informou na manhã desta terça-feira (08.01) que os serviços do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estão mantidos, tranquilizando, assim a população.

Com o objetivo de estabelecer uma relação de confiança, Gilberto se reuniu com representantes dos médicos que trabalham no Samu, e, durante uma conversa franca, garantiu aos profissionais que a SES está trabalhando para encontrar uma solução imediata, regularizando quaisquer pendências.

A SES informa, ainda, que até o mês de agosto foram liquidados todos os débitos com a empresa Universal Med que prestava serviços ao Samu e houve também, por determinação da justiça, o depósito em uma conta judicial do valor de R$ 406.899,03. Também foi feito o pagamento do mês de setembro à empresa Proclin, que substituiu a Universal MED, e o mês de outubro já está empenhado e liquidado para pagamento, assim que for aberto o orçamento. A SES reforça que os pagamentos estão dentro dos prazos de 90 dias.

A frota do Samu foi renovada 100% em 2018, quando, em maio, foram incorporadas 8 novas ambulâncias. No final de dezembro foram entregues mais 6 ambulâncias novas ao Estado. Na Baixada Cuiabana atuam na Capital 6 ambulâncias (2 avançadas e 4 básicas), distribuídas em 6 bases, 3 ambulâncias em Várzea Grande (2 básicas e 1 avançada) e também 1 base em Poconé e outra em Chapada dos Guimarães. Para atender as ocorrências, o Samu conta ainda com mais cinco ambulâncias reservas.

A ambulância avançada é composta por condutor, médico e pessoal da enfermagem; e a ambulância básica é integrada por condutor e pessoal da enfermagem (1 enfermeiro e um técnico de enfermagem ou dois técnicos de enfermagem). Em um período de 24 horas, 11 médicos estão à disposição e este número inclui 5 profissionais que ficam na Central de Regulação, dos quais 3 no período diurno, das 7h às 19h, e mais 2 no período noturno, das 19h às 7h.