Pular para o conteúdo
Voltar

Sistema de concessão traz economia e melhora condições de rodovias

Por Jota Passarinho

O Governo do Estado assinou na manhã desta sexta-feira, 12 de abril, o Contrato de Concessão da MT-320, que liga Alta Floresta, a 803 km de Cuiabá, à BR-163, no município de Nova Santa Helena, 622 km distante da capital.//

Durante 30 anos, a empresa Via Brasil, vencedora do processo licitatório, vai investir mais de um bilhão de reais na recuperação e manutenção da rodovia.//

O secretário de Infraestrutura, Marcelo Oliveira, enfatizou que o Estado não dispõe de recursos para construir e conservar a malha viária estadual para garantir boas condições de trafegabilidade ao cidadão.//

Marcelo disse que ao longo de 2019, cerca de 14 editais de concessão vão ser colocados no mercado, além de parcerias com as associações empresariais.//

Sonora: Marcelo Oliveira

O trecho de 188 km, agora sob concessão, vai beneficiar, diretamente, Alta Floresta, Carlinda, Nova Cananaã do Norte e Colíder, além de Nova Bandeirantes e Paranaíta, com uma população estimada em mais de 100 mil habitantes.//

O prefeito de Colíder, Noboru Tomyoshi, ressaltou que não há desenvolvimento sem que haja estrada./  De acordo com ele, a MT-320 é o principal eixo de ligação com outras regiões e de escoamento da produção.//

Sonora: Noboru Tomyoshi

O Contrato de Concessão prevê duas praças de pedágios que vão ser colocados em operação no prazo de um ano./ O presidente da concessionária Via Brasil, Cesar Menezes, destacou que, além da recuperação imediata da rodoviária existem outras obras a serem feitas.//

Sonora: Cesar Menezes

De acordo com o governador Mauro Mendes, em Mato Grosso existem mais de 20 mil km de estradas não pavimentadas./   Ele ressaltou que diante incapacidade do estado de fazer investimentos em infraestrutura, a alternativa são as concessões.//

Sonora: Mauro Mendes

Participaram da cerimônia de assinatura do Contrato de Concessão da MT-320, secretários de Estado, parlamentares estaduais, representantes das prefeituras beneficiadas, empresários e outras autoridades.//