Pular para o conteúdo
Voltar

Governador lança duplicação da Estrada da Guia

Serão duplicados 4,9 quilômetros entre o entroncamento com a MT-251 (Estrada da Chapada) até o Rodoanel.

O governador Pedro Taques lançou o edital de licitação para duplicação da rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010), conhecida como ‘Estrada da Guia’. O valor da obra está estimado em R$ 34 milhões e o certame para contratação da construtora responsável será publicado no Diário Oficial do Estado.

Confira aqui a íntegra da apresentação feita à imprensa.

Em coletiva de imprensa, o governador enfatizou a importância da obra para toda a região. “Temos executado diversos projetos com seriedade para garantir mais segurança para cada cidadão que precisar dirigir por nossas estradas. Não dou ouvidos às especulações, o que importa é a qualidade destas rodovias, e a garantia de que os recursos serão aplicados nas obras com responsabilidade”, declarou o governador.

A previsão é que os envelopes com as propostas sejam abertos nos dias 02 de Agosto. Serão duplicados 4,9 quilômetros entre o entroncamento com a MT-251 (Estrada da Chapada) até o Rodoanel. Além da duplicação, a Sinfra prevê a revitalização da pista existente, com o objetivo de melhorar a segurança e o conforto dos usuários durante a execução da obra.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, apresentou o projeto virtual de como vai ficar a rodovia. Na oportunidade, Duarte também falou sobre a expectativa para o início dos trabalhos na Estrada da Guia. “Caso tudo transcorra bem, ou seja, sem judicialização, sem nenhum problema de ordem legal, em setembro as obras vão começar”, afirmou.

“As chuvas não irão atrapalhar os serviços iniciais, porque primeiro será feito o recapeamento total deste trecho para melhorar a segurança e a trafegabilidade. Depois, serão trabalhadas as pistas laterais, que serão as pistas da duplicação”, assegurou o secretário.

Os recursos da obra são da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), transferidos pela União. Será investido um valor de R$ 34 milhões e a previsão é que tudo fique pronto em 2018.

“O nosso modelo de trabalho é de elaborar projeto, obter recursos e fazer obras de qualidade. Nós não lançamos nada sem ter a certeza do que vamos fazer. Podemos ver o que aconteceu com todas as obras do passado, diversas lançadas e não continuadas. Tudo o que temos feito estamos chegando até o fim com soluções definitivas”, finalizou Duarte.