IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Sexta, 30 de agosto de 2013, 17h25 | Tamanho do texto: A- A+

CASA DO SERVIDOR PÚBLICO

Habita Mais traz expectativa aos servidores públicos

GUILHERME BLATT
Redação/Secom-MT
O programa MT Habita Mais, a casa do servidor público, está gerando expectativa para os servidores públicos de todo Mato Grosso. Nesta final de semana, o vice-governador Chico Daltro está explicando o programa para os servidores dos municípios da região de Alto Paraguai e Tangará da Serra e em todos os lugares, os funcionários demonstram a esperança de conseguir financiar a casa própria.

É o caso da professora da rede municipal de Nova Olímpia, Rita Maria da Cruz. Ela conta que está há dois anos de se aposentar é que vê no programa a possibilidade de realizar o sonho da casa própria. “Para mim, esse programa tem sido muito importante. Eu me aposento daqui a dois anos e até hoje eu moro em uma casa de madeira, mas espero agora construir minha casa”, diz, lembrando que já se inscreveu no site da vice-governadoria.

Situação semelhante vive Itamar Almeida da Silva, servidor público de Porto Estrela. Para ele, o programa é muito importante e facilita muito a vida dos servidores. “Acho que agora nós temos que nos empenhar para participar do programa. Ainda não tenho casa, mas pretendo conseguir através desse programa”, disse.

Para as servidoras de Denise, Maria Lúcia Mendes e Clarisse Garcia Alonso, o Habita Mais traz expectativas diferentes. Maria Lúcia conta que já tem um terreno e gostaria de construir nesse local. Para casos assim, o vice-governador sugere que o servidor permaneça com o terreno e financie outra casa, aumentando a renda da família. Clarisse já tem sua casa própria, mas pretende comprar um imóvel para sua filha de 15 anos, que em pouco tempo deve ingressar na faculdade em Tangará da Serra. Chico Daltro lembra que isso é possível. “O ideal é que o servidor compre uma casa na sua própria cidade. Mas o Habita Mais pensa na necessidade da família. E se a necessidade é comprar um imóvel em outra cidade do Estado, isso é possível”, diz.

Clerison Lima, coordenador da Casa Transitória de Nova Olímpia já tem uma casa, mas pretende aproveitar o programa para financiar o seu segundo imóvel, o que é permitido. “Uma oportunidade única de o servidor ter um investimento, ampliar a  qualidade de vida, ter novos  horizontes, melhorar sua perspectiva, e até ter um crescimento financeiro. E as condições apresentadas aqui são muito atrativas”. Segundo Clerison, uma casa com 3 quartos em Nova Olímpia custa em média R$ 80 mil.

Para o presidente da sub-sede do Sintep em Nova Maringá, o Habita Mais é um programa transformador. “Aprendi na faculdade que nós somos os elementos para mudar o espaço geográfico e eu vejo isso no Habita Mais. Vejo que meu aprendizado valeu a pena”, concluiu.
Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: