Pular para o conteúdo

27 de Junho de 2017 às 14:23 | Planejamento e Gestão

27 de Junho de 2017 às 13:42 | Agronegócio e Agricultura Familiar

Visita técnica mostra 40 materiais genéticos de trigo em Campo Verde

27 de Junho de 2017 às 12:07 | Agronegócio e Agricultura Familiar

27 de Junho de 2017 às 11:59 | Saúde

Nove municípios podem ficar sem recursos do Bolsa Família

27 de Junho de 2017 às 10:32 | Segurança Pública

Delegacia instaura procedimento para apurar agressão a menor em escola

27 de Junho de 2017 às 09:15 | Agronegócio e Agricultura Familiar

Governo e Prefeitura realizam 1º Seminário da Agricultura Familiar em Nova Brasilândia

27 de Junho de 2017 às 08:56 | Economia e Finanças

26 de Junho de 2017 às 19:04 | Geral

Vale de São Domingos receberá obras e caminhonete

26 de Junho de 2017 às 17:48 | Geral

26 de Junho de 2017 às 17:25 | Planejamento e Gestão

Seges realiza enquete para escolha do nome do Centro de Convivência

Voltar

Gestores de oito municípios de MT se reúnem com governador

Caroline Lanhi/Evelyn Ribeiro | Gcom-MT

A | A

Paranaíta, Alta Floresta, Nova Monte Vede, Nova Bandeirantes, Apiacás, Nova Santa Helena, Sinop e Barra do Garças. Esses foram os municípios recebidos pelo governador Pedro Taques nessa quinta-feira (16.02), no Palácio Paiaguás. Mais que apresentar as demandas, prefeitos e vereadores eleitos e reeleitos têm procurado o poder Executivo estadual para afinar as ações que serão realizadas esse ano.

Infraestrutura e logística foi a principal pauta apresentada pelos gestores municipais. Nessa área, foram discutidos os repasses do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), além dos programas Pró-estradas e Pró-concreto, sendo este último destinado à construção de 105 pontes em regiões prioritárias.

Alta Floresta, por exemplo, destacou a necessidade de pavimentação entre as rodovias estaduais 208 e 419, ligando Carlinda à Guarantã do Norte. Segundo a vereadora Aparecida Sicuto, esse trecho é importante para a economia local, considerando que vai viabilizar o escoamento da produção pelo Pará, reduzindo o custo da produção.

Já o prefeito de Paranaíta, Toni Ruffato, defendeu a necessidade de pavimentação da MT-206, que liga Paranaíta a Apiacás, estrada que engloba diferentes municípios da região. Ao todo são 128 quilômetros.

Secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte afirmou que o diálogo com as lideranças regionais é importante para perceber tanto as demandas quanto os efeitos das ações de governo. “Paranaíta, Nova Monte Verde, Nova Bandeirantes, Nova Santa Helena, apresentaram demandas e também observações importantes sobre o que já estamos fazendo. Foi a oportunidade para discutirmos sobre as pontes consideradas prioritárias, que serão financiadas com recursos do Banco do Brasil”.

O deputado federal Nilson Leitão também acompanhou as audiências com os municípios da região norte. Segundo o parlamentar, a logística é um dos pontos mais debatidos por afetar a população como um todo. “É uma questão séria, mas o governo foi buscar alternativas, como o financiamento para pontes, que deverá ser liberado em poucos dias, e também o financiamento para pavimentação. Esses dois vão atender muito nossa demanda. Só o Pró-concreto já é uma solução enorme para a população dessa região”, observou.

Acompanhada de vereadores, a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, reforçou as demandas em educação, saúde e segurança apresentadas ao governador no dia 26 de janeiro por parlamentares que representam o município.

Foram feitos pedidos para a reestruturação da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec); construção de uma Policlínica no Bairro Vila Mariana; retomada das obras da Escola Estadual Cleufa Hubner; construção de uma escola militar; e o início das obras da unidade do Ganha Tempo. Mas segundo Martinelli, a prioridade é a saúde, considerando que Sinop é um polo que abrange mais de 32 municípios.

Pedro Taques garantiu que todos os pedidos foram repassados aos respectivos secretários ainda em janeiro e afirmou que vai a Sinop após o Carnaval. “Queremos debater todas as demandas diretamente com a população por meio de uma audiência pública para que possamos concretizar essas demandas”.

Turismo

O fortalecimento do turismo estava entre as principais pautas apresentadas pelos municípios de Alta Floresta e Barra do Garças. As duas cidades apresentaram ao governador Pedro Taques o potencial de suas respectivas regiões e de que maneira o Estado pode atuar para fortalecer essa atividade econômica.

Com forte apelo para o turismo ecológico e de pesca esportiva, Alta Floresta defendeu junto à Sinfra a construção de um novo aeroporto para o município. A atual estrutura recebeu do Estado, em 2016, cerca de R$ 200 mil para a aquisição de esteira de bagagem e espelho de raio-x. Já para a manutenção, a Sinfra destinou R$ 720 mil, divididos em 12 vezes, em um total de R$ 60 mil mensais.

Já o prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, destacou a importância do Parque da Serra Azul, tanto para a população local quanto para os turistas. Depois de um ano fechado, o Parque teve dois atrativos reabertos pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) em 2015. A proposta era reabrir gradativamente os acessos aos pontos de visitação para permitir a conservação da biodiversidade local. O secretário executivo da Sema, André Baby, deve ir a Barra do Garças no início de março para discutir a reabertura de outros pontos.

Ainda nessa área, o Estado tem investido na construção do Centro de Eventos de Barra do Garças, orçado em R$ 7,4 milhões. O local será um espaço de lazer e entretenimento para a população, com a realização de eventos culturais, esportivos, entre outros. O auditório terá capacidade para acomodar até 555 pessoas sentadas.

O prefeito ainda deixou a reunião com a certeza da realização de uma edição da Caravana da Transformação no município, entre os meses de novembro e dezembro de 2017, da construção de duas unidades escolares no município, sendo uma delas no modelo militar, e investimentos em assistência social. “A pauta foi muito produtiva. Reivindicamos também o Pró-família e o governador prontamente autorizou o secretário a liberar essa programa em Barra do Garças”.