Pular para o conteúdo

22 de Outubro de 2017 às 09:00 | Agropecuária

21 de Outubro de 2017 às 22:43 | Sistema Penitenciário

21 de Outubro de 2017 às 09:30 | Agropecuária

21 de Outubro de 2017 às 07:30 | Economia e Finanças

20 de Outubro de 2017 às 18:49 | Economia e Finanças

20 de Outubro de 2017 às 18:39 | Economia e Finanças

20 de Outubro de 2017 às 18:18 | Segurança Pública

Preso em Cuiabá casal suspeito de latrocínio de empresário de Sinop

20 de Outubro de 2017 às 17:30 | Geral

Metamat abre segundo curso de lapidação mineral

Voltar

Seges inova em novo modelo de Perícia Médica

Edital de credenciamento será lançado nos próximos dias e a princípio contemplará Tangará da Serra e Diamantino
D`Laila Borges | Seges

Atendimento da Perícia Médica será descentralizado para cidades do interior - Foto por: Assessoria
Atendimento da Perícia Médica será descentralizado para cidades do interior
A | A

Visando pulverizar e descentralizar o atendimento da Perícia Médica do Estado, a Secretaria de Estado de Gestão (Seges) credenciará médicos do interior para que eles possam atender os servidores em seu domícilio. A princípio, será lançado edital de credenciamento para as cidades de Tangará da Serra e Diamantino. A expectativa é credenciar entre 10 e 14 novos profissionais para atender o funcionalismo nessas duas regiões.

A medida visa diminuir a distância percorrida e o tempo que leva entre o afastamento e a realização da perícia, que hoje gira em torno de trinta dias, além de democratizar o atendimento, levando mais comodidade num momento em que o servidor mais precisa dela.

Hoje quem busca esses serviços tem apenas cinco opções: Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres, Barra do Garças e Sinop. Um levantamento feito pela Coordenadoria de Perícia Médica constatou que em média cada funcionário que procura uma dessas coordenadorias percorre cerca de 215 km.

Para viabilizar o edital de credenciamento, foi publicada nesta quinta-feira (16.02) a portaria nº 07/2017 que designa servidores para compor a equipe que será responsável pela contratação pública por meio de credenciamento por inexigibilidade e define atribuições. Essa equipe está formatando o edital que será publicado nos próximos dias.

Atualmente, o Estado conta com apenas 10 peritos e com este edital esse número aumentará consideravelmente.  A ideia, de acordo com o titular da Seges, Julio Modesto, é que no futuro todo Mato Grosso seja contemplado com peritos do Estado. “Hoje, muitos servidores se deslocam grandes distâncias na busca de atendimento. Queremos que o funcionário não precise mais fazer isso. Que ele possa ser atendido próximo de casa”.

O credenciamento será realizado apenas para pessoas físicas, ou seja, não serão aceitos credenciamentos em nome de pessoas jurídicas.