Pular para o conteúdo

20 de Janeiro de 2018 às 10:47 | Segurança Pública

Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP tem 92% de localização em 2017

20 de Janeiro de 2018 às 10:32 | Proteção Social

19 de Janeiro de 2018 às 18:47 | Segurança Pública

19 de Janeiro de 2018 às 18:24 | Comunicação

Receita Federal dá aval para que Marechal Rondon opere voos internacionais

19 de Janeiro de 2018 às 17:23 | Cidades

Taques faz compromisso de pagar emendas de Colniza

19 de Janeiro de 2018 às 16:30 | Geral

Nota de pesar

19 de Janeiro de 2018 às 16:24 | Educação

Obras de construção de escola em Jaciara serão retomadas

19 de Janeiro de 2018 às 15:57 | Segurança Pública

19 de Janeiro de 2018 às 15:42 | Corregedoria

19 de Janeiro de 2018 às 15:36 | Segurança Pública

19 de Janeiro de 2018 às 15:22 | Artes cênicas

19 de Janeiro de 2018 às 15:10 | Geral

19 de Janeiro de 2018 às 14:44 | Segurança Pública

Voltar

Mais de R$ 6,5 milhões em multas são aplicadas durante operação no Norte do Estado

Fernanda Nazário | Sema-MT

Sema-MT
A | A

A Operação Abafa Amazônia termina nesta quarta-feira (11.10) com saldo positivo. Após oito dias de ação integrada de combate a crimes ambientais em 15 municípios da região Norte do Estado, mais de 6,3 mil hectares de área foram fiscalizadas, uma notificação foi emitida e 46 perícias realizadas. Também foram ministradas quatro palestras de educação ambiental para 320 alunos e cerca de 150 pessoas visitaram a base da operação instalada em Sinop. O valor de multas aplicadas ultrapassa R$ 6,5 milhões. 

As ações foram realizadas pelas secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Segurança Pública (Sesp), com apoio do Comitê Estadual de Gestão do Fogo e do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA). O objetivo é fiscalizar e autuar os responsáveis pelos crimes cometidos por desmatamento e degradação florestal, em particular, queimadas não autorizadas e incêndios florestais.

A coordenação dos trabalhos é realizada pelo comandante do BEA, o tenente coronel do Bombeiro Militar, Paulo André Barroso.  Ele acredita que os trabalhos conjuntos com entidades geram bons resultados para o meio ambiente. “As expectativas foram alcançadas, uma vez que todas as especializadas em proteção ao meio ambiente trabalharam conjuntamente no mesmo objetivo. Isso facilita a ação do Estado no enfrentamento aos crimes ambientais que ameaçam o Bioma Amazônico”.

Esta é a terceira Operação Abafa. A primeira foi no mesmo local, só que em 2016, quando foram realizadas duas prisões em flagrante, nove perícias de incêndio florestal, 30 notificações, e confeccionadas autuações que resultaram na aplicação de R$ 33 milhões em multas. A segunda ocorreu neste ano, no município de Novo Santo Antônio, na região Araguaia e, diante da relevância da região amazônica para o Estado, as equipes voltaram para o Norte com intuito de mitigar os danos ambientais nas localidades.

Ao todo foram empregados 32 agentes públicos, nove veículos leves tipo caminhonete, um avião Air Trator, um veículo auto bomba tanque florestal, um carro auto tanque de combustível e um centro integrado de comando e controle móvel do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Durante as atividades, cerca de 26 mil km foram rodados, voados 5,3 horas com o Air Tractor, 15 horas com o Helicóptero e os gastos com diárias somam R$ 45 mil, totalizando R$ 140,6 mil de investimentos.