Pular para o conteúdo

18 de Janeiro de 2019 às 18:12 | Meio ambiente

Servidores da Sema conversam com novos gestores

18 de Janeiro de 2019 às 17:55 | Saúde

Secretaria de Gestão faz esclarecimentos

18 de Janeiro de 2019 às 17:50 | Segurança Pública

18 de Janeiro de 2019 às 17:25 | Educação

Escolas da rede estadual de MT ainda têm vagas para alunos novos

18 de Janeiro de 2019 às 15:37 | Segurança Pública

18 de Janeiro de 2019 às 14:41 | Segurança Pública

Segunda corrida “O Desafio da Fronteira” será realizada em março

18 de Janeiro de 2019 às 09:59 | Controle

18 de Janeiro de 2019 às 09:30 | Geral

CGE lamenta falecimento de ex-ouvidora da Saúde

18 de Janeiro de 2019 às 09:20 | Geral

Curso da PM formará novos policiais para Cavalaria

18 de Janeiro de 2019 às 09:16 | Ação Social

17 de Janeiro de 2019 às 17:42 | Segurança Pública

17 de Janeiro de 2019 às 16:28 | Economia e Finanças

17 de Janeiro de 2019 às 15:46 | Agronegócio e Agricultura Familiar

Mato Grosso alcança 99,80% de vacinação do rebanho bovino

17 de Janeiro de 2019 às 15:07 | Segurança Pública

Voltar

Reabertura do Complexo Turístico da Salgadeira é adiada

Chuvas dos últimos dias impediram que obra fosse concluída a tempo da inauguração que estava marcada para este domingo.
Redação

A | A
A reabertura oficial do Complexo Turístico da Salgadeira, situado na rodovia MT-251, entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães, que estava marcada para este domingo (22.04), foi adiada. As chuvas constantes que caíram esta semana impossibilitaram a finalização dos serviços de paisagismo no local. Um nova data para liberação do espaço será divulgada após a implantação completa dos trabalhos.
 
"Adiamos a inauguração por determinação do governador Pedro Taques, que informou que só vai inaugurar o Complexo da Salgadeira quando a obra estiver totalmente pronta para que a população possa usufruir do local com segurança e tranquilidade", explicou o secretário do Gabinete de Governo, Domingos Sávio.
 
As obras de revitalização deixarão a Salgadeira mais organizada e moderna. Agora, o complexo passará a contar com um restaurante amplo, um mini museu, uma loja de souvenir, um posto policial, um miniauditório, área administrativa, playground, paisagismo e duas guaritas.
 
A novidade do projeto está na construção de uma estação de tratamento de esgoto, 24 postes de oito metros de altura, com lâmpadas de LED movidas a energia solar e a implantação de 540 metros de trilhas metálicas por onde os visitantes irão andar durante o passeio para evitar o contato com o solo e consequentemente sua depredação.
 
O lugar também terá mirantes, rampas e portas que permitem acesso de pessoas com deficiência. Além de estacionamento com 100 vagas para veículos, sendo cinco para ônibus, 84 para carros, uma para deficiente físico, além de 10 vagas reservadas ao administrativo do complexo.
 
O resgate do espaço, que ficou fechado por sete anos, foi possível após a formalização de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Governo de Mato Grosso e o Ministério Público Estadual com homologação do Poder Judiciário.