Pular para o conteúdo
Voltar

Alunos de escolas estaduais são diplomados pelo Programa Voto Consciente

Os alunos foram eleitos em seus respectivos partidos durante eleições que ocorreram nas escolas.
Rosane Brandão | Seduc-MT

Junior Silgueiro / Seduc-MT
A | A

Vinte alunos do ensino médio de quatro escolas da rede estadual de Mato Grosso foram diplomados na manhã desta terça-feira (06.11) pelo Programa Voto Consciente 2018. Os alunos foram eleitos em seus respectivos partidos durante eleições que ocorreram nas escolas, entre os dias 16 e 19 de outubro.

O programa Voto Consciente é realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), por meio da Escola Judiciária, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), e visa formar jovens eleitores mais conscientes para o processo político do país.

Participaram do programa alunos das Escolas Estaduais Padre Firmo Duarte Filho, Professor Rafael Rueda, Professor Adalgisa de Barros e Padre João Panarotto.

Para a secretária de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marioneide Kliemaschewsk, um dos pontos importantes do programa é trabalhar a cidadania e a coletividade nas unidades educacionais, fazendo com que os jovens conheçam o que é e como funciona o processo político no país.

“Esse programa é de extrema importância, pois desenvolve alguns aspectos que é imprescindível numa sociedade, que é a concepção do poder que temos enquanto cidadãos. E momentos como esse traz o jovem, que é realmente quem vai fazer a diferença na história, para participar da construção de um novo projeto político para o nosso país”, observou.

“Que esses alunos possam ser muito mais do que apenas protagonistas desse momento, mas que possam ser os multiplicadores do projeto na rede toda”, completou a secretária.

Conforme destacou o presidente do TRE, desembargador Marcio Vidal, a justiça eleitoral vem trabalhando programas como esse com o objetivo de despertar na sociedade uma consciência coletiva e o exercício da cidadania.

“Nenhuma sociedade se constrói se não houver uma efetiva participação e engajamento de todos. O ato de votar é apenas uma etapa do processo de democracia, ou seja, um regime que é muito importante para a vivência em sociedade”.

Aprendizado

Para o aluno Vitor Gabriel Brandão, 16 anos, da escola Rafael Rueda, o processo eleitoral em sua escola foi uma experiência muito importante que jamais se esquecerá e que agora a política fará parte efetivamente da sua vida. “Aprendemos o quanto a política é importante para nós e para o nosso país. A partir de agora vou estudar melhor as propostas dos candidatos, pois preciso saber escolher aquele que me representará”.

Vitor Gabriel, que é presidente do partido PEMA (Partido da Educação e do Meio Ambiente), defendeu, juntamente com seu grupo, algumas propostas voltadas para a proteção do meio ambiente, como a arborização da fachada, Dia D de limpeza na escola e o Controle dos focos de proliferação de caramujos e mosquito da dengue.

“O projeto nos incentiva não apenas a cuidar da limpeza da escola, mas também sobre a importância de proteção do meio ambiente”, disse o aluno.

O coordenador da escola Padre Firmo, professor João Paulo Meira, destacou que o programa dá subsídios para os professores trabalharem com os alunos a questão da importância do voto consciente. “Não há dúvida de que esse programa colabora para preparar melhor os nossos alunos para o processo eleitoral”.

O evento de diplomação foi marcado por apresentações musical, teatral e de dança, todas realizadas pelos alunos das quatro escolas participantes.

Os partidos diplomados foram:

PEMA – Partido da Educação e do Meio Ambiente - Escola Prof. Rafael Rueda;

PCEL – Partido da Cultura, Esporte e Lazer - Escola Prof. Adalgisa de Barros;

PEC – Partido da Ética e Cidadania - Escola Padre Firmo Duarte Filho

PCEL – Partido da Cultura, Esporte e Lazer - Escola Padre João Panarotto.

 

 







Editorias