Pular para o conteúdo
Voltar

Escola de Alta Floresta aposta na conscientização dos alunos para o equilíbrio ecológico

Após as aulas teóricas, os alunos fizeram o plantio de 200 mudas de árvores frutíferas e nativas silvestres.
Adilson Rosa | Seduc-MT

Os alunos fizeram o plantio com todo o cuidado - Foto por: Divulgação
Os alunos fizeram o plantio com todo o cuidado
A | A

Ao menos 100 estudantes da Escola Estadual 19 de Maio, localizada em Alta Floresta (a 893 quilômetros ao norte da Capital), realizaram o plantio mais de 200 mudas – duas por aluno - em uma nascente situada no bairro Boa Nova 2. Durante o evento, cada participante pode ter sua própria experiência, ou seja, tudo o que aprenderam em sala e nas academias pode ser posto em prática neste dia.

Os alunos participaram de duas oficinas nas dependências da escola, na qual cada aluno pode entender a importância do equilíbrio ecológico bem como as suas consequências. No terceiro dia, realizaram o plantio.

Na avaliação do professor e coordenador do projeto, José Alessandro Rodrigues, o resultado foi o melhor possível. “Nossos estudantes vivenciaram a dinâmica da retórica, permitindo serem protagonistas de suas falas percebendo a importância de possuir uma comunicação efetiva”, destaca.

As mudas, de árvores frutíferas da região e também nativas silvestres, foram doadas pelo Instituto Centro de Vida (IC), uma organização não governamental em Alta Floresta. Ao final do plantio, os estudantes receberam certificados de Embaixadores da Justiça Climática (Tree for Climate Justice).

O plantio faz parte do Programa Adote uma Nascente cuja meta é combater a crise climática plantando árvores pelo mundo. O projeto visa o despertar dos infantes para a importância de agirem contra a crise climática.

O projeto integra também o Plant for the planet (planta para o planeta, em tradução livre), programa criado pelo alemão Felix Finkbeiner e introduzido em Alta Floresta pelo consul alemão Max Roland Krieger e sua esposa Simone. O projeto contabilizou o plantio de cerca de 1 bilhão de árvores em todo o mundo.





Editorias